quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Marido e irmão de secretária da Saúde são presos na PB

Imagem ilustrativa: Divulgação
Sete pessoas foram presas, entre elas o esposo e um irmão da secretária da Saúde de Sousa (Sertão paraibano, a 438 km de João Pessoa), Amanda Silveira, durante a Operação Mordaça, deflagrada na manhã desta quarta-feira (29) pelas polícias Civil e Militar. Eles são suspeitos de terem participação na tentativa de homicídio de um servidor municipal.


Os suspeitos foram presos por força de mandados de prisão temporária de cinco dias, período em que a Polícia Civil deve colher mais indícios da participação dos presos. O esposo e o irmão da secretária da Saúde foram presos na casa onde o casal mora. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Sylvio Rabello, até o momento da deflagração da operação não havia suspeitas que Amanda Silveira tenha participado planejamento do atentado contra o servidor.

A vítima, que atua no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi espancada em setembro deste ano, 15 dias após denunciar irregularidades relacionadas ao funcionamento do serviço. O servidor ainda disse que os executores do crime tentaram disparar tiros contra ele, mas a arma teria falhado.

“Após a denúncia ele passou a ser perseguido por alguns ciganos. Nessa operação, chegamos aos autores intelectuais, que a gente acredita, segundo os indícios, terem sido o marido e o irmão da secretária, e aos executores, que foram os ciganos. Dentro dos autos do processo, temos indícios de ligação entre o marido da secretária e os ciganos, como um pagamento feito a um deles um dia antes do crime. Ele foi visto entregando dinheiro no rancho dos ciganos. Já o irmão da secretária estaria ameaçando a vítima”, informou o delegado Sylvio Rabello.

Ainda na Operação Mordaça, a Polícia Civil apreendeu sete armas de fogo e munições de vários calibres. “Uma pistola calibre 38 estava em posse dos familiares da secretária. As outras estavam no rancho dos ciganos”, completou o delegado. O material, bem como os sete suspeitos, foi levado para a 9ª Delegacia Seccional.

Em contato com o Portal Correio, a Secretaria da Comunicação do Município de Sousa informou que, no momento do fechamento desta matéria, uma reunião com advogados estava prestes a começar. A prefeitura se comprometeu a divulgar uma nota assim que o encontro for encerrado. A redação aguarda o documento e o publicará assim que ele for disponibilizado.

* Colaborou com a matéria o repórter Ivandney Sena, da Rádio Correio em Sousa.

Portal Correio


0 comentários: