terça-feira, 5 de setembro de 2017

Deputado da PB revela que vem sofrendo ameaças de morte por capanga

Imagem: Reprodução
O deputado estadual Frei Anastácio (PT) denunciou, nesta terça-feira (05), na Assembleia Legislativa da Paraíba, que recebeu ameaças de morte feita por um suposto capanga de fazendeiros. “Esse mesmo homem tentou acabar uma missa a tiros, na semana passada, na fazenda Paraíso, em Pilar”, disse o deputado.


O parlamentar relata que o capanga, com mais três comparsas, chegaram na fazenda num Fiat prata e atiraram contra um ônibus que estava chegando com trabalhadores para uma missa campal. “A missa foi organizada pela Comissão Pastoral da Terra, trabalhadores, padres e religiosos de várias cidades para homenagear os 50 anos de vida religiosa de Padre João Maria, pároco da Igreja de São Miguel de Taipu, que é um dos grandes defensores da reforma agrária na Paraíba”, relatou o deputado.

Frei Anastácio contou que a Polícia foi chamada e se deparou com os três homens no Fiat. Dois homens conseguiram fugir, mas um foi preso e levado para a Delegacia de Itabaiana. Com ele, a polícia encontrou uma das armas usadas para atirar contra os trabalhadores, uma pistola calibre 380 e 16 munições. Ele já respondeu processo por porte ilegal de arma, mas foi ouvido e liberado novamente.

Ameaças de morte contra o deputado

“Ele está solto de novo a serviço do latifúndio. Ele é um capanga bem conhecido pelos trabalhadores rurais. Ele já atuou como capanga no assentamento Padre Gino, em Sapé, acampamento Livramento, em Santa Rita e agora acampamento Paraíso, em Pilar. Além de ameaçar os trabalhadores, esse sujeito também tem feito ameaças abertas contra minha vida. Ele chegou a dizer aos trabalhadores de Livramento, em Santa Rita, que onde me visse iria me matar, iria me derrubar. Infelizmente as leis são brandas contra esse tipo de gente, e ele continua solto”, lamentou Frei Anastácio.

Do WSCOM com Assessoria


0 comentários: