quarta-feira, 7 de junho de 2017

Em Nova Palmeira-PB, prefeitura entra para o sexto mês de governo sem reajustar o salário dos professores

Imagem: Reprodução/WEB
Iniciando o sexto mês de governo e a Secretaria Municipal de Educação do município de Nova Palmeira, no Seridó da Paraíba, não divulga nenhum reajuste do piso nacional do magistério.


A princípio, a Secretária Municipal de Educação, Edilândia Ferreira, propôs a categoria o reajuste no valor de 4% com retroativo a janeiro e outra proposta de 5% sem o retroativo. A proposta é inconstitucional, pois, a lei do piso salarial dos professores anunciada pelo Ministério da Educação – MEC é de 7,64%.

Sem acordo firmado, professores realizaram duas paralisações na rede municipal de ensino e, mesmo assim, não foram atendidos.

Sensíveis a situação financeira que se encontra o município, como também a queda das receitas que assolam os municípios, os professores propuseram que reajustasse a partir do mês de maio os 5% proposto pela secretaria (sem retroativo) e os outros 2,64% restantes, reajustasse no final do ano (a partir de outubro), proposta também não acatada.

Insatisfeitos com a situação que, pra muitos professores estão sendo tratados com desprezo, os mesmos recorreram ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Região do Seridó e Curimataú da Paraíba – Sinpuc. Segundo membros da diretoria, o caso será levado à justiça.

Nova Palmeira Notícia


0 comentários: