terça-feira, 23 de maio de 2017

Explosão em show de Ariana Grande deixa 22 mortos

Imagem: Reprodução
A polícia britânica afirmou que pelo menos 22 fãs da cantora americana Ariana Grande morreram nesta segunda-feira após uma explosão na Manchester Arena, na cidade de Manchester, no norte do Reino Unido. A hipótese mais forte para os investigadores era a de um atentado. Pelo menos 59 espectadores ficaram feridos.


Duas fontes de inteligência do governo americano disseram que trabalham com a possibilidade de um homem-bomba ter sido o responsável pela ação. Após a conclusão da apresentação da cantora, as pessoas que estavam na arena disseram ter ouvido ao menos uma forte explosão, seguida de fumaça. Houve pânico, muitos saíram correndo e parte das vítimas pode ter se machucado ao ser pisoteada durante a tentativa de fuga do local.

Segundo as autoridades britânicas, a explosão ocorreu em uma área externa da arena, não na plateia principal onde parte do público ainda se preparava para deixar o lugar após a apresentação da cantora.

A polícia de Manchester isolou a arena e a estação de metrô próxima ao local. Segundo as autoridades, a primeira preocupação era garantir que não houvesse outras ameaças. Dezenas de ambulâncias e demais serviços de emergência se dirigiram à arena para socorrer as vítimas. O público do show era composto em sua maioria por adolescentes.
“Serviços de emergência estão atendendo a um grave incidente na Manchester Arena. Evitem a área e aguardem mais informações”, disse a polícia de Manchester inicialmente em sua conta no Twitter.

Além da estação de metrô de Victoria, a Catedral de Manchester também estava sendo vigiada pela polícia. Helicópteros sobrevoavam a cidade. Um esquadrão antibomba foi deslocado para o local do show. No começo da madrugada, no horário local, a polícia realizou uma explosão controlada de um segundo objeto suspeito na região – soube-se depois que era uma sacola de roupas.

O porta-voz da prefeitura de Manchester, Pat Carney, disse à BBC que não era possível saber a área estava segura. “Obviamente, todos estamos chocados, porque pessoas muito jovens estavam no show”, disse.

Ainda de acordo com o porta-voz da prefeitura, a Manchester Arena era um “alvo fácil”. “No mundo em que nós vivemos, a polícia e a prefeitura têm procedimentos de emergência e precisamos colocá-los em prática o tempo todo”, disse.

Estadão 


0 comentários: