terça-feira, 25 de abril de 2017

Sem resposta de negociação em Nova Palmeira, professores e motoristas paralisam suas atividades


Professores e motoristas do município de Nova Palmeira, no Seridó da Paraíba, paralisaram suas atividades, nesta terça-feira (25/04), e estão mobilizados na sede do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú e Seridó (SINPUC).


Sem uma proposta de adequação salarial, por parte da administração de Nova Palmeira, para atender às regras da Lei 11.738/2008, que estabeleceu um reajuste de 7,64% no piso salarial, os docentes resolveram cumprir o que decidiram em assembleiano dia 13 de abril.

Na ocasião eles encaminharam uma proposta de negociação que dividia a adequação salarial em dois percentuais. O primeiro, de 5%, poderia ser garantido no mês de abril. O segundo, de 2,64%, deveria ser creditado a partir de outubro.

Os dois percentuais sugeridos pelos profissionais deveriam ter efeito retroativo imediato. O prazo para a administração apresentar uma contraproposta foi encerrado no dia 20. Como ficou acertado no dia 13, em caso de silêncio da administração as aulas seriam paralisadas hoje.

Os motoristas do município vivem uma situação parecida. Com redução de R$ 200,00 em suas gratificações, excesso de jornada de trabalho e trabalhando com uma frota com sérios problemas de manutenção, eles resolveram apoiar a iniciativa dos professores.

Com Sinpuc


0 comentários: