quarta-feira, 30 de novembro de 2016

NOVA PALMEIRA PB: Quase 400 mil na conta do Fundeb e professores amargam o pagamento do mês de setembro

Imagem ilustrativa: Reprodução/WEB
Professores da Rede Municipal de Ensino do município de Nova Palmeira, no Seridó da Paraíba, convivem com os salários atrasados, gerando desconforto, injúria, desânimo, revolta, entre outros fatores, por parte desses profissionais.


Esses profissionais que dedicam parte de sua vida aos estudantes, na expectativa de formar cidadãos, são ignorados pela a atual gestão desse município. Portanto, o último mês trabalhado e recebido foi o de setembro.

Segundo Informações que circulam em redes sociais, nesta terça (30/11), não haverá pagamento para os docentes, apenas para os aposentados e os servidores da saúde.

Segundo demonstrativo do Banco do Brasil, foi creditado do Fundeb  o valor de R$ 244.300,08 no mês de novembro e R$ 147.017,95 referente ao mês de outubro, somando o valor de R$ 391.326,03 equivalente a esses messes, onde por lei, no mínimo 60% desse fundo deverá ser aplicado ao magistério que, em hipótese alguma poderá ser desviado para outros fins.

Além disso, se não confirmar o pagamento dos professores equivalente ao mês de outubro até o dia 30/11 e do mês de novembro até o dia 10/12, o senhor prefeito estará descumprindo o Termo de Ajuste de Conduta – TAC, previsto pelo Ministério Público.

Tião de Bebé que integra a diretoria do Sinpuc, sindicato esse que representa essa categoria e a dos demais servidores públicos municipais do Seridó e Curimataú paraibano, estará fazendo um comunicado ao prefeito, caso o pagamento não seja creditado de acordo com o TAC, informações essa que também circulam nas redes sociais.

Professores já começam a se mobilizar e provavelmente irão paralisar suas atividades caso não receba pelo menos o pagamento do mês de outubro, como previsto no acordo supracitado.

Nova Palmeira Notícia



0 comentários: