terça-feira, 5 de abril de 2016

Prefeito descarta reajuste a professores e diz que "só depois da crise"

Luciano Cartaxo
O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) descartou qualquer reajuste aos profissionais da educação do município de João Pessoa na manhã desta terça-feira (05). De acordo com o prefeito da capital, “nesse momento é impraticável” conceder reajuste para a categoria.

Leia mais no Nova Palmeira Notícia

Os profissionais da educação deflagraram greve nesta segunda-feira (04) por tempo indeterminado, deixando mais de 65 mil alunos sem aula. A categoria reivindica reajuste salarial de 11,36% referente ao aumento do repasse feito pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb.

Já o prefeito Luciano Cartaxo, vai de encontro a essa informação e diz que houve queda no Fundeb. De acordo com ele, já foram realizadas conversas com os professores para “colocar a realidade que está posta no país no sentido que a gente tem uma crise, uma queda no Fundeb, uma queda na arrecadação”.

No ponto de vista do prefeito, os professores só terão seus salários reajustados quando a crise passar. Pela fala de Luciano Cartaxo, a prefeitura anda mal das pernas, já que ele afirma que o reajuste será feito “na hora oportuna, quando o cofre da prefeitura puder, quando a arrecadação do município melhorar, quando essa crise nacional der pelo menos os primeiros sinais que vai passar”. Para o prefeito, a prioridade atualmente é pagar o salário dos servidores dentro do mês trabalhado.


Imagem: Walla Santos 
ClickPB

0 comentários: