sexta-feira, 18 de março de 2016

Ato pró-Dilma espera reunir cerca de 10 mil manifestantes em JP, nesta sexta-feira


O Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT) espera reunir cerca de 10 mil pessoas, na tarde desta sexta-feira (18), em um ato contra o impeachment da presidente Dilma. A manifestação vai começar às 14h, em frente ao Lyceu Paraibano, e vai contar com a participação de estudantes, servidores e a Central Única dos Trabalhadores na Paraíba (CUT-PB). 

Leia mais no Nova Palmeira Notícia

De acordo com o presidente da CUT-PB, Paulo Marcelo, os manifestantes vão defender a continuidade de Dilma Rousseff na Presidência e protestar contra o que eles chamam de ‘golpe’ a possibilidade de impeachment de Dilma.

“Nós queremos mostrar que esse país ainda tem uma democracia e nós temos que continuar defendendo. Estamos fazendo um ato pacífico e que defenda, simplesmente, o Brasil, os brasileiros e os trabalhadores”, contou o presidente da CUT-PB.

Ainda segundo a CUT-PB, cerca de 20 ônibus, além de vans, estarão vindo para João Pessoa trazendo manifestantes do interior do Estado. Ao todo, a expectativa é de que 10 mil pessoas participem do ato.

Após iniciar a manifestação, o ato deve seguir pelo anel externo da Lagoa, Rua Diogo Velho, Avenida Pedro II e ser encerrado com apresentações artísticas no Ponto de Cem Réis, Centro de João Pessoa.


Segundo o presidente estadual do PT, Charliton Machado, além dessa mobilização, os manifestantes devem voltar a se reunir no dia 31 deste mês.

“Vamos seguir nosso roteiro político. No dia 18, sexta-feira, teremos um ato público e no dia 31 de março vamos promover uma grande mobilização nacional, por ocasião do aniversário do golpe, que atualmente está sendo orquestrado de maneira mais sutil que em 1964, passando, inclusive, por segmentos da Justiça”, disse Charliton.

Imagem: Alisson Correia
Portal Correio


0 comentários: