sexta-feira, 13 de novembro de 2015

SAÚDE: Pílula “milagrosa” que atua na cura do câncer pode ser testada em Campina Grande - PB


Nos últimos dias o Brasil tem vivido uma grande polêmica em torno de uma nova pílula (fosfoetanolamina sintética), desenvolvida por pesquisadores da Universidade de São Paulo  USP que conseguiu, em vários pacientes, resultados extraordinários no tratamento do câncer. Os relatos de quem já tomou ou ainda está tomando o medicamento são simplesmente surpreendentes.


O caso tomou rápida repercussão e, mesmo com a proibição para a venda das pílulas – que custam apenas R$ 0,10 a unidade –pacientes ingressam na justiça e conseguem a autorização para adquirir as pílulas e usar em seus tratamentos. A grande repercussão e o clamor popular fiseram com que o governo admitisse estudos mais aprofundados para verificar a possibilidade de libração para a venda comercial em grande escala.

Estes estudos implicam no uso das pílulas por pacientes que moram em cidades localizadas em diferentes regiões do Brasil que tem unidades hospitalares que são referência no tratamento oncológico. O próprio Governo Federal, através do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, já anunciou o investimento de R$ 10 milhões nas pesquisas que indiquem a eficácia do uso das pílulas.

Diante dessa realidade, o vereador de Campina Grande Aragão Júnior (PSD) pediu, via requerimento apresentado na Câmara de Vereadores da cidade, que haja uma solicitação formal da Casa para que os testes com a nova substância sejam feitos, também, no Hospital da FAP, em Campina Grande, unidade que atende pacientes com câncer na cidade.

Nesta entrevista, cujo vídeo pode ser assistido logo abaixo, o presidente da Câmara, Pimentel Filho (PSD) comenta a possibilidade. Veja o vídeo, abaixo.

Imagem: Divulgação 
Blog Carlos Magno

0 comentários: