terça-feira, 24 de novembro de 2015

NOVA PALMEIRA PB: Município recebe quase 1,5 milhão e mantêm salários atrasados; servidores aguardam Audiência Pública


Na reta final do Letivo 2015, professores da Rede Municipal de Ensino e demais trabalhadores da educação de município de Nova Palmeira, no Seridó Oriental paraibano, não tem muito que comemorar.


Nos últimos meses, servidores públicos desse município convivem com o drama dos salários atrasados.

Os professores e outros profissionais do magistério, como também os demais trabalhadores da educação, estão cumprindo com sua jornada de trabalho e a Prefeitura Municipal se omite em fazer sua obrigação mensal que é creditar os seus respectivos proventos nas contas suas contas correntes.

De acordo com o demonstrativo do Banco do Brasil, desde 01 de outubro (mês em atraso) até esta terça-feira (24/11), a União repassou o valor de R$ 254.793.08 (duzentos e cinqüenta e quatro mil, setecentos e noventa e três reais e oito centavos) equivalentes ao O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb, ao município de Nova Palmeira.

Ao todo, somado todo demonstrativo, a Prefeitura recebeu 1.492.091,21 (um milhão, quatrocentos e noventa e dois mil, noventa e um reais e vinte e um centavos) contando de 01 de outubro até 24 de novembro do corrente ano.

Segundo informações, servidores da Saúde, Ação Social, Infraestrutura, cargos em comissão, entre outros, estão também com os salários atrasados.

Em assembleia realizada no último dia 23 de outubro pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais do Curimataú e Seridó – Sinpuc, ficou deliberado que haveria proposição de uma audiência pública na Câmara Municipal de Nova Palmeira para debater os atrasos salariais com os vereadores, a prefeitura e a população do município. Caso a proposta FOSSE acatada pelo Poder Legislativo, a audiência ocorreria na quarta-feira, dia 28/10. Veja matéria completa no site do Sinpuc.

Logo em seguida, o Sinpuc publicou também no seu site, o adiamento da audiência, devido as norma da Câmara Municipal de Vereadores de Nova Palmeira. Leia a matéria completa no site do Sinpuc.

Até o momento, essa audiência não foi realizada e os servidores públicos nova-palmeirenses, estão sendo vítima desse descaso perante a administração pública local.

Depois de alguns minutos dessa publicação, o salário dos professores equivalente ao mês de outubro foi depositado.

Matéria atualizada às 13:45, em 24/11/2015.

Imagem ilustrativa
Nova Palmeira Notícia

0 comentários: