sexta-feira, 15 de maio de 2015

Protesto: Celular é esquecido dentro de barriga de mulher após parto; assista o vídeo

Foto: Reprodução/Youtube
Um caso incomum envolvendo um aparelho celular fez parte do noticiário da Jordânia. Em uma reportagem da emissora Ro’ya News , um ginecologista foi acusado de esquecer seu dispositivo na barriga de Hanan Mahmoud Abdul-Karim, 36 anos, que havia sido internada para fazer uma cesariana.


Segundo relatos da paciente e de membros da família, após dar luz ao bebê e retornar para casa, Hanan começou a se sentir muito mal. Os familiares então teriam percebido estranhas vibrações no abdômen da mulher. Ao voltar para o hospital, uma radiografia foi tirada, mostrando que um celular estava alojado na barriga dela. Hanan foi, então levada às pressas para o centro cirúrgico para a retirada do dispositivo.

Apesar de não terem ocorrido consequências mais graves em relação a saúde da paciente, o caso teve repercussões sérias no parlamento jordaniano. Um dos membros da casa, Salim Al Bataynah, chegou a pedir a renúncia do governo por desrespeito aos cidadãos. O porta-voz do Ministério da Saúde do páis, Hatem Al Azrae, por sua vez, afirmou que a história de Hanan poderia ter sido forjada, mas que o ministério estaria acompanhando o caso de perto.

De qualquer maneira, a situação exemplifica bem o conselho de que “celular tem hora”.



Gutemberg Cardoso
Polêmica Paraíba


0 comentários: